como espiar un celular con gps programa espião virtual gratis download keylogger software for windows 8 go here whatsapp hacking software for windows phone

 

"Entendendo Proust" e "Em Busca do Tempo Perdido"

Bibliografia



1. “No Caminho de Swann. Em Busca do Tempo Perdido” Tradução Fernando Py. Editora Ediouro, 3ª. edição.

2. “À Sombra das Raparigas em Flor. Em Busca do Tempo Perdido”. Tradução Mário Quintana. Editora Abril Cultural.

3. “O Caminho de Guermantes. Em Busca do Tempo Perdido”. Tradução Fernando Py. Editora Ediouro, s./e.

4.” Sodoma e Gomorra. Em Busca do Tempo Perdido”. Tradução Mário Quintana. Editora Globo. 15ª edição

5. “A Prisioneira. Em Busca do Tempo Perdido”. Tradução Manuel Bandeira. Editora Globo. 13ª edição.

6. “A Fugitiva. Em Busca do Tempo Perdido”. Tradução Fernando Py. Editora Ediouro, s./e.

7. “O Tempo Recuperado”. Tradução Fernando Py. Editora Ediouro, s./e.

                              Geral

8. Alcântara Silveira. Compreensão de Proust. Editora José Olympio. 1959

9. Auerbach, E. . “Ensaios de Literatura Ocidental”. Tradução Samuel Titan Jr.. Editora 34, 2007

10. Albaret Celeste. “Senhor Proust”. Tradução Cordélia Magalhães. Novo Século Editora, 2008

11. Baudelaire, Charles. “As Flores do Mal”. Tradução Pietro Nasseti. Editora Martin Claret

12. Balzac, Honoré. Eugênia Grandet. Trad. Moacir Castro. Abril Cultural. 1981

13. Balzac, Honoré. As Ilusões Perdidas. Trad. Paulo Neves. LP&M. 2007

14. Beckertt, Samuel. “Proust”. Tradução Arthur R. Nestrovski. L&PM Editores, 1986

15. Benjamin, Walter. “Obras Escolhidas, Magia e Tecnica, Arte e Política”. Tradução Sérgio Rouanet, Editora Brasiliense, 1996

16. Benjamin, Walter. “Obras Escolhidas, Charles Baudelaire”. Tradução Martins Barbosa, Editora Brasiliense, 2010

17. Berman, Marshall. Tudo que é Sólido Desmancha no Ar. Trd. C. Moisés. Companhia das Letras, 2006.

18. Carpeaux, Otto Maria. Uma Nova História da Música. Zahar Editores, s.d.

19. Coutinho, C. Nelson. “Lukács, Proust e Kafka”. Editora Civilização Brasileira, 2005

20. Cruz, Estevão. História Universal da Literatura. Ed. Globo, 1936.

21. Dante Aligghieri. “A Divina Comédia”. Tradução Xavier Pinheiro. Ediouro

22. Ellman Richard. Oscar Wilde. Trad. José A. Arantes. Companhia das Letras, 1988.

23. Flaubert, G.. Madame Bovary. Trad. Araújo Nabuco. Abril Cultural, 1970

24. Goethe, J.W.. “Fausto”. Tradução Augustinho D’Ornellas. Editora Martin Claret

25. Hesíodo. A Origem dos Deuses. Trad. Jaa Torrano. Iluminuras, 1995

26. Homero. Odisséia. Trad. Jaime Bruna. Editora Cultrix, 1994

27. Homero. A Ilíada. Trad. Fernando Gomes. Ediouro.

28. Ireland, G.W. “Gide”. Tradução J Guinsburg. Editora Civilização Brasileira, 1966

29. Lins, Álvaro. A Técnica do Romance em Proust. Editora Civilização Brasileira, 1968

30. Lukács, Georg. A Teoria do Romance. Trad. Mariane Macedo. Editora 34, 2000 

31. Maurois, André. “En Busca de Proust”. Editora Vergara, 2005

32. Maurois, André. “ Proust a Camus”. Ediciones G.P.- Barcelona, 1967

33. Mennier, Claude.”O Jardim de Inverno da Sra. Swann”. Tradução Heloísa Jahn. Editora Mandarim, s./d.

34. Montaigne M.. “Ensaios”. Tradução Sérgio Milliet. Editora Nova  Cultural, 1987

35. Morin, Edgar. O Homem e a Morte. Trad. C. Rodrigues. Imago, 1997.

36. Nietzsche, F. “O Nascimento da Tragédia”. Tradução J. Guinsburg. Editora Companhia de Bolso

37. Pascal, B..”Pensamentos”. Tradução Pietro Nasseti. Editora Martin Claret

38. Poustiana Brasileira. Org. Saldanha Coelho. Revista Branca, 1950

39. Revista Europe.”Marcel Proust. O Homem, o Escritor, a Obra”. Tradução Ferreira Gullar. Editora Civilização Brasileira, 1971

40. Ruskin, John. “A Economia Política da Arte”. Tradução Rafael Cardoso. Editora Record, 2004

41. Russo Jr., Carlos. “Os Mitos, os Deuses e os Homens. Dos gregos ao século XXI”. Ainda não publicado.

42. Shattuck, Roger. “As Idéias de Proust”. Tradução Eliane F. Pereira. Editora Universidade de São Paulo, 1985

43. Vários. A História da Arte. Universidade de Cambridbe. Trad. Álvaro Cabral. Zahar Editores, 1983.

44. Wilson, Edmund. “O Castelo de Axel”. Tradução José Paes. Editora Cultrix, 1957.